Reestruturar em uma empresa é o ato de transformar um modelo, estrutura ou processo em uma nova, melhor, mais eficiente e eficaz realidade. Quando reestruturamos muitas áreas, processos ou estruturas ao mesmo tempo ou quando dentro de um planejamento orgânico mais completo, temos uma reestruturação da empresa.
No Ciclo de Vida das Empresas, após um período de crescimento e desenvolvimento, é usual nos depararmos com um momento de estabilidade e, eventualmente, leve declínio de performance. Entender que este período é o ideal para reestruturar é fundamental para mantermos o perfil de melhoria continuada de performance que, ao fim, garante condições de perenidade para a empresa.
Analisando o desempenho da empresa ao longo do tempo, podemos verificar de forma precisa onde existem oportunidades – ou mesmo necessidades – de proceder reestruturações. Um exemplo clássico é no caso de estrutura de capital e dívida: acompanhando o endividamento, sua forma e evolução nos anos, comparando com a geração de caixa no mesmo período e fazendo uma previsão para próximos, podemos nos deparar com uma piora na relação Divida/EBITDA ou mesmo Custo Financeiro/EBITDA, indicando a necessidade de reestruturar o perfil do endividamento.
Importante sempre é iniciar analisando o comportamento de um grupo de indicadores-chave de sucesso da empresa ao longo de um razoável período de tempo e projetando à frente para termos uma visão de contínuo. Uma vez montada esta visão de contínuo, podemos verificar onde é recomendável ou necessário transformar para gerar uma realidade mais eficiente e eficaz.
Estas análises também podem nos levar a opções de adquirir outras empresas, aumentar, diminuir ou alterar portfólio de oferta, terceirizar ou internar operações e processos, alterar estrutura de Capital, etc. Reestruturar é parte integrante do processo de vida de uma empresa e, como tal, deve estar sempre presente na mesa de decisões.
Por outro lado reestruturar sem uma visão externa isenta pode, muitas vezes, levar a uma miopia motivada por fatores psicológicos inerentes ao ser humano e sua realização pessoal através de sua empresa. E, tal qual na vida, onde buscamos um especialista para ajudar na solução de nossas doenças, na melhora de nossa alimentação e físico, na empresa o mesmo se faz presente. É parte integrante também de um bom e sério processo de Governança ter uma visão externa e isenta, nos ajudando a perenizar nossas empresas, suportando o crescimento continuado.

Leave a Reply